Pop Bit

Archive for Fevereiro 2010

O novo single de Rihanna chama-se “Rude Boy” e já tem vídeo. Para ver no Pop Bit.

Etiquetas: , ,

Os Marretas voltam a atacar: música e redes sociais metidas ao barulho. E está entre os vídeos mais vistos do dia no YouTube.

Sandra Bullock ganhou o Globo de Ouro e o prémio do Sindicato dos Actores pelo papel em “The Blind Side”, mas está convencida que não vai vencer o Óscar de Melhor Actriz.

“Não vou ganhar o Óscar. Nove em cada dez vezes acerto em quem vai ganhar. Já sei quem vai ganhar. Não vou dizer quem é, mas acerto nove em cada dez vezes”, contou a actriz, numa conversa com os jornalistas no Festival de Santa Barbara.

“The Blind Side” valeu a primeira nomeação de Sandra Bullock a um Óscar. A actriz também está nomeada, pelo papel em “All About Steve”, para os Razzies, atribuídos ao que de pior se fez no cinema em 2009.

O médico Conrad Murray foi formalmente acusado, nesta segunda-feira, do homicídio involuntário de Michael Jackson. O cardiologista arrisca-se a cumprir uma pena de prisão até quatro anos, caso seja provado que teve culpa na morte do rei da pop, no passado dia 25 de Junho.

A autópsia feita ao cantor revelou uma “intoxicação aguda” de drogas como o propofol e o lorazepam. Conrad Murray, médico pessoal de Jackson, terá administrado essas drogas, numa fase em que o cantor preparava a sua digressão de despedida. De acordo com a imprensa, o médico estava a cobrar 150 mil dólares (109 mil euros) por mês pelos serviços prestados ao rei da pop.

Megan Fox vai estar em Portugal para participar no Fantasporto, confirmou a organização do festival. A actriz vem apresentar “Jennifer’s Body”, filme que protagoniza e que conta com o argumento de Diablo Cody (“Juno”).

A organização do Fantas não revelou em que dia Megan Fox vai participar no festival de cinema fantástico.

O Fantas realiza-se entre 26 de Fevereiro e 6 de Março. E com a estrela de Hollywood já confirmada, esperam-se muitos fãs da actriz no Porto.

Mariah Carey faz o papel de uma assistente social no filme “Precious”, nomeado para vários Óscares. A cantora aparece sem maquilhagem no grande ecrã, quase irreconhecível. Ao “El País”, contou que o realizador Lee Daniels a obrigou a trocar a limusina por um táxi para ir para o trabalho. E confessou que não gosta de se ver sem maquilhagem, apesar de, garante, não ter bigode.

O Pop Bit deixa algumas declarações da entrevista:

“Não gosto de me ver no ecrã. [Em Precious, só] Uma palavra: horripilante. O que teria dado por um pouco de rouge! E, que conste, não tenho bigode. Veja: nem um pêlo. Nunca tive esse problema.”

“Na cultura actual, há muitos famosos e muitas interligações, é muito excitante. Com tantas redes sociais, aparece um famoso todos os dias!”

“Identifiquei-me muito com ‘Precious’. Eu também me senti um bicho raro na minha infância, sabe? É difícil crescer num lar inter-racial. Mas não quero falar muito disso porque um dia destes escreverei as minhas memórias.”

[Sobre ainda não ter escrito as suas memórias] Não sei. Nego-me a crescer. Tenho 12 anos e nada mais do que 12 anos (risos). Também por prudência: não quero fazer mal a ninguém com algo incorrecto.”

“Eu prefiro que me chamem inter-racial. Sou um pouco de tudo. O meu pai é negro, a minha tetravó, venezuelana, e há algo de irlandês no meu sangue. Mas, se quer a versão curta, chame-me negra.”

Veja a entrevista completa aqui.

Por estas alturas, o mau feitio de Mel Gibson é já coisa difícil de negar. Desta vez, a “vítima” foi um apresentador de televisão que foi insultado pelo realizador.

Gibson estava a promover o seu novo filme, “Edge of Darkness”. A meio das perguntas, o entrevistador fez uma referência ao episódio polémico de 2006, quando Gibson foi detido e fez várias consideração anti-semíticas. O realizador não gostou. Visivelmente incomodado, lá foi dizendo que a situação tinha acontecido há quatro anos e estava tudo ultrapassado. Mas, no final, chamou “asshole” ao entrevistador.

Os representantes de Mel Gibson vieram entretanto explicar que o insulto não se dirigia ao apresentador mas sim ao agente do realizador. Na sua versão, Gibson estaria apenas irritado com um dos seus representantes, que lhe fazia sinais enquanto estava a responder às perguntas. A desculpa não é lá grande coisa e o vídeo não ajuda.

Etiquetas: ,

Óscares: Principais Vencedores

Melhor Filme

Estado de Guerra


Melhor Realizador

Kathryn Bigelow, Estado de Guerra


Melhor Actor

Jeff Bridges, Crazy Heart


Melhor Actriz

Sandra Bullock, The Blind Side


Melhor Actor Secundário

Christoph Waltz, Sacanas Sem Lei


Melhor Actriz Secundária

Mo’Nique, Precious


Melhor Filme de Animação

Up – Altamente


Melhor Argumento Original

Estado de Guerra


Melhor Argumento Adaptado

Precious


Melhor Canção Original

“The Weary Kind”, Crazy Heart


Melhor Caracterização

Star Trek


Melhores Efeitos Especiais

Avatar


Melhor Guarda-Roupa

The Young Victoria

Podem votar que nós deixamos

Porquinho Mealheiro sem gripe

Contribua para a vacina


Please make some donations

Pop Bit TV

Veja o nosso canal de televisão em www.mogulus.com/popbittv

Anuncie

<-----