Pop Bit

Posts Tagged ‘YouTube

Só a Lady GaGa para fazer de Beyoncé uma grandessíssima malvada. O vídeo de “Telephone” vai ser um sucesso, isso é garantido, até porque tem todos os ingredientes (incluindo a bissexualidade de GaGa e a resposta a quem lhe chamou hermafrodita) para chocar muito boa gente. E tem Tarantino, mesmo que seja apenas na mais que evidente inspiração para o vídeo e na famosa Pussy Wagon de “Kill Bill”. Baralhados? Vejam o vídeo que já percebem tudo.

Anúncios

Se têm por hábito fazer vídeos para publicar no YouTube, não desistam. Nunca se sabe se não podem vir a ter a sorte de Fede Alvarez. Este produtor uruguaio publicou “Ataque de Panico!”, um filme de cinco minutos, no YouTube e quatro dias depois tinha o e-mail cheio de convites de Hollywood. Resultado, acabou de assinar um contrato de 30 milhões de dólares (mais ou menos 21 milhões de euros) para produzir um filme de ficção científica a ser gravado no Uruguai e na Argentina. E por detrás de tudo isto está o realizador Sam Raimi (“Homem-Aranha”).

“Ataque de Panico!”, que custou 300 dólares a Fede Alvarez, mostra o mundo a ser invadido por robots.

O MSNBC fez a contagem dos dez momentos mais marcantes dos últimos dez anos no mundo do entretenimento. O Pop Bit viu a lista e não concordou com muitos deles. Por isso, resolveu fazer a sua própria lista. Sem nenhuma ordem especial, aí vão os dez marcas mais importantes no entretenimento dos últimos dez anos.

Eu estou aqui
O séc. XXI foi o século que deu voz à multidão. A internet criou estrelas através dos blogues e das redes sociais. Na televisão, os canais generalistas perderam terreno para o cabo e para as boxes que gravam o que se quer, para ver quando se quer. Na música, os ouvintes preferiram ouvir faixas a discos completos. Nos livros, apareceram novos autores, muitos vindos da blogosfera. Na arte, novas formas de expressão digital.

iPod
É o gadget mais importante dos últimos dez anos. Lançado pela Apple e por Steve Jobs em 2001, o iPod surgiu pouco depois dos atentados do 11 de Setembro nos EUA e depressa se tornou um êxito mundial. É o leitor de mp3 mais vendido e mais cobiçado. Depois do sucesso inicial, surgiram diferentes gerações, formatos, cores e capacidades, que foram alimentando o “apetite” dos milhões de seguidores.

Pirataria
A indústria discográfica atravessa a maior crise de sempre. Nunca se consumiu tanta música, mas as vendas nunca diminuíram tanto. A pirataria tornou-se o maior pesadelo das editoras, agora que descarregar um disco custa apenas alguns minutos. E nem os casos punidos em tribunal conseguem travar o fenómeno. Da música para os filmes, com a banda larga, as distribuidoras de cinema começam também já a sentir efeitos pesados.

Madonna assina com a Live Nation
E por falar em crise das editoras, talvez não haja melhor sinal disso mesmo do que a saída de Madonna da Warner, a sua casa de sempre. A rainha da pop assinou um contrato milionário de dez anos com uma promotora de espectáculos, a Live Nation, que não só lhe vai lançar os discos, como organizar as digressões e controlar todo o marketing. O negócio, de 120 milhões de dólares, promete revolucionar o mundo da música.

Morte de Michael Jackson
Da rainha para o rei. Michael Jackson morreu em Junho de 2009, vítima de um cocktail de substâncias, quando se preparava para fazer uma digressão de despedida. A notícia chocou o mundo e o seu funeral foi um dos grandes acontecimentos mediáticos dos últimos dez anos. Perdeu-se o génio de “Thriller”, o homem que nos ensinou a dançar e que foi coleccionando sucessos nos tops de vendas de todo o mundo.

Viva a tolerância
Quem imaginaria, há uns anos, que uma miúda haveria de fazer um sucesso mundial a cantar “I kissed a girl and I liked it”? Mas aconteceu. Katy Perry foi apenas um dos nomes a mostrar que o público está mais tolerante. Na televisão também houve exemplos: das crueldades de “Dexter”, às ousadias de “L Word”, passando pelos casais homossexuais em séries de horário nobre como a “Anatomia de Grey”.

Lady GaGa
Ela não é uma cantora, é um circo ambulante. Lady GaGa é a entertainer por excelência dos últimos dez anos: extravagante, louca, desvairada. Ela canta, compõe, dança e é um desfile de moda. São quatro em um, a que se pode juntar uma entrevistada sempre polémica. Não se sabe se é coisa para durar, mas é garantido que já marcou o entretenimento do início do século.

YouTube
O gigante dos vídeos, que nos pôs a ver os momentos que perdemos na televisão ou a recordar as imagens do “Agora Escolha”. O site onde toda a gente vai quando quer ver um vídeo, seja do último clip da Beyoncé ou da comunicação de Cavaco Silva ao país. O site também que nos permitiu a todos nós darmos uma de realizadores. Depois do YouTube, a internet ficou defintivamente diferente. E foi para melhor.

O reinado das séries
O que está a dar são as séries. As pressões financeiras no cinema fizeram muitos dos argumentistas, realizadores e actores rumarem do grande ecrã para a televisão. No anos 2000, escreveu-se melhor para televisão do que para cinema. Querem nomes? “Sopranos”, “Sete Palmos de Terra”, “Anatomia de Grey”, “Perdidos”, apenas para citar alguns. Os espectadores viciaram-se.

“Lost in Translation”
Na televisão viram-se coisas boas, mas no cinema também as houve. E, cá para mim, o vencedor dos últimos dez anos foi mesmo “Lost in Translation” (2003), filme de Sofia Coppola que fez de Scarlett Johansson uma estrela e recordou que Bill Murray é uma. O que faz de “Lost in Translation” um grande filme? Quase não ter história e ter tanto para contar. Podemos começar por aí.

Foi provavelmente um dos momentos mais caricatos do Comic-Con 2009, que se realizou durante o fim-de-semana em San Diego. Enquanto respondia às perguntas dos fãs, Megan Fox foi abordada por um deles com uma pergunta, digamos que fora do vulgar.

“A minha pergunta é para a Megan”, começou o fã. “Tenho uma Sony HVR. Não é uma verdadeira HD, mas tem uma imagem bastante boa. Bom, de qualquer forma, a minha pergunta é: acabei de terminar o curso de cinema e estou a tentar ajudar a minha carreira. Estava a pensar se estaria interessada em algo como uma celebrity sex tape [uma cassete de sexo com celebridades]?”

A pergunta ficou sem resposta e o fã foi levado por um segurança.

Está descoberto o autor do vídeo do “The Today Show”, em que Beyoncé aparece a desafinar no tema “If I Were a Boy”. O vídeo está a fazer grande sucesso no YouTube, ao ponto de Beyoncé e do pai da cantora terem vindo a público afirmar que a interpretação foi distorcida, o que efectivamente aconteceu. O Pop Bit deu a notícia ontem, apresentando a versão alterada e a original.

Agora, o autor do vídeo falou ao site da “Rolling Stone” para assumir a brincadeira. “Foi só uma brincadeira. Faço várias paródias no meu canal de YouTube. Acontece que esta ficou fora de controlo”, disse o estudante Matthew Zeghibe. “Também queria mostrar como é fácil manipular a voz de uma pessoa.”

Está esclarecido. Beyoncé não desafinou no “The Today Show”. Para ver os vídeos, da actuação distorcida e da original, basta clicar aqui.

A entrevista que Lindsay Lohan deu a Ellen DeGeneres é o vídeo mais visto do dia no YouTube.

Os comentários ao peso da actriz continuam a cair.

Lindsay Lohan pode ter todos os defeitos, mas não se pode dizer que não tenha sentido de humor. A actriz fez um anúncio para o eHarmony, site para procurar namorado/a pela internet, onde fala da sua personalidade, dos seus gostos e de como manteve vivas grande parte das publicações sobre celebridades. O vídeo tem piada, consta entre os mais vistos do YouTube e está aqui.


Óscares: Principais Vencedores

Melhor Filme

Estado de Guerra


Melhor Realizador

Kathryn Bigelow, Estado de Guerra


Melhor Actor

Jeff Bridges, Crazy Heart


Melhor Actriz

Sandra Bullock, The Blind Side


Melhor Actor Secundário

Christoph Waltz, Sacanas Sem Lei


Melhor Actriz Secundária

Mo’Nique, Precious


Melhor Filme de Animação

Up – Altamente


Melhor Argumento Original

Estado de Guerra


Melhor Argumento Adaptado

Precious


Melhor Canção Original

“The Weary Kind”, Crazy Heart


Melhor Caracterização

Star Trek


Melhores Efeitos Especiais

Avatar


Melhor Guarda-Roupa

The Young Victoria

Podem votar que nós deixamos

Porquinho Mealheiro sem gripe

Contribua para a vacina


Please make some donations

Pop Bit TV

Veja o nosso canal de televisão em www.mogulus.com/popbittv

Anuncie

<-----